O que eu aprendi em 1 ano de Startup

O que eu aprendi em 1 ano de Startup

Com alguns anos de multinacional e de mundo SAP, no final de 2018, tive a oportunidade de encarar um desafio inédito. Trabalhar em uma startup curitibana, em ritmo de crescimento acelerado.

Nesse 1 ano, inúmeros foram os desafios, e aqui vai uma lista das coisas mais importantes que eu venho aprendendo:

1 – A tomada de decisão é à jato.

Diferente de empresas e negócios tradicionais, a tomada de decisão é rápida. Muito rápida. Em um ambiente menos burocrático e departamentalizado, a agilidade em tomar decisão se torna uma coisa frequente e normal. Assusta quem não tá acostumado e depois se torna algo natural.

2 – O ambiente é heterogêneo.

Quanto maior for a mistura de ideias e pensamentos, mais saudável para o negócio. E aí a pluralidade vem em todos os sentidos; uma salada de gente vinda dos mais variados cantos, com as mais diversas experiências profissionais e histórias de vida. E isso é sensacional.

3 – Aquelas “soft skills” da moda, são tudo verdade.

Todas aquelas palavrinhas que estão em alta, que inclusive estão sendo ensinadas em diversos cursos, fazem total sentido em um ambiente disruptivo e inovador. Resiliência, empatia, liderança, proatividade, e engajamento se tornam parte do seu dia-a-dia. E o mais bacana é que isso vai se estendendo pra vida pessoal.

4 – O crescimento, de fato, é acelerado.

Essa é uma máxima que está enraizada na cultura de qualquer startup. Todos os esforços de time, processos e projetos estão direcionados para o crescimento. Seja ele exponencial, escalável, como for, não existe outra forma para toda a engrenagem de uma startup rodar sem o gráfico estar subindo, constantemente.

5 – Um milhão de oportunidades.

Em uma organização tradicional, a mudança de posição ou de setor pode levar anos. Em uma startup, isso acontece todo mês. Quando a empresa cresce, novas possibilidades, novas áreas e novos desafios aparecem o tempo todo. O time cresce, amadurece e ganha corpo nessas novas oportunidades.

6 – É uma experiência absurdamente enriquecedora.

Quando me perguntam se valeu ter “trocado” o mercado tradicional pelo mundo das startups, a resposta é única: com certeza absoluta. O ganho de experiência é intangível e você não consegue mais enxergar o mundo corporativo de outra forma, ou da forma antiga. Se um dia essa oportunidade bater na sua porta, não pense duas vezes.

Ahn, e aproveitando, acessa lá: www.phosfato.com.br

=)

Helder Machado

Financeiro na Phosfato

Leave a Reply

Close Menu